Rapid Provisioning: Manipulando o módulo powershell “NewDiffDiskVMModule”


Olá a todos! No último post falei sobre a funcionalidade chamada “Rapid Provisioning” ou “Provisionamento Rápido” de máquinas virtuais em ambientes Hyper-V com SCVMM 2008 R2. Confira o post em: SCVMM 2008 R2 – Funcionalidades avançadas: Rapid Provisioning Feature  

 Lá demonstrei que para utilizarmos esta funcionalidade, que só está disponível através do powershell, precisamos importar o módulo (PSM1) chamado “NewDiffDiskVMModule” que pode ser baixado em: NewDiffDiskVMModule.psm1  

 Acontece que este módulo vem pronto para o uso. Porém, e se quisermos alterar seu comportamento, adicionando ou removendo parâmetros da criação da máquina virtual e conexão ao servidor VMM, por exemplo? Neste post, irei então demonstrar como podemos manipular este módulo powershell. 

 Primeiro, recomendo o uso de um editor de scripts powershell. Eu utilizo o “PowerGUI Script Editor” que pode ser baixado em: PowerGUI Script Editor – Download 

 Vamos à personalização do módulo:  

  1.  Abra o arquivo “NewDiffDiskVMModule.psm1” no editor powershell
  2. Você verá diversas informações do código. Irei destacar alguns pontos importantes somente, já que o intuito aqui é demonstrar que é possível a edição deste módulo. Um pouco de conhecimento em powershell poderá ser necessário.
  3. Esta parte do código (abaixo) demonstra os parâmetros mandatórios do script:
  4.  Em seguida vemos alguns comandos que manipulam mensagens emitidas para o console, a adição do powershell snap-in do System Center Virtual Machine Manager e então a conexão ao VMM server. Neste ponto, podemos alterar as mensagens que serão emitidas para os usuários durante o uso do script. Além disto, podemos remover ou comentar o comando onde o Snap-in do VMM é adicionado para evitar erros durante a execução do script informando que aquele módulo já existe no computador em questão.
  5. Na última parte do script, vemos o momento onde a VM deve ser criada:
  6. Neste pedaço de código é onde podemos efetuar diversas alterações. No meu caso, e para ilustrar este exemplo, modifiquei o código para que ficasse da seguinte forma:

O que eu alterei:

* -ComputerName = Defini que o nome da máquina virtual (que aparece no console VMM) seria o nome do computador (Windows);
* -SkipInstallVirtualizationGuestServices = Parâmetro que indica que o pacote de “Guest Services” não serão instalados na VM durante o deployment. Isto porque minha imagem já contém estes serviços instalados;
* -StartAction / -StopAction = O comportamento da VM quando o host Hyper-v for reiniciado;
* -StartVM = Após o deployment, a VM deverá ser iniciada no host Hyper-V. Sem este parâmetro, após o deployment da VM ela permaneceria desligada.

É isto pessoal. Esta é só uma forma de demonstrar como podemos manipular alguns dos scripts que automatizam as tarefas do dia-a-dia dentro de um data center. 

Um abraço e até o próximo post! 

Alexandre Perazza

Anúncios

, , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: